As 3 Leis do Amor: Dar e Receber

As 3 Leis do Amor: O Pertencimento
maio 4, 2021
Meditação Funciona? Confira os benefícios dessa prática.
maio 15, 2021
Exibir tudo

As 3 Leis do Amor: Dar e Receber

Dando continuidade aos nossos artigos sobre as 3 leis do amor iremos falar sobre a lei “dar e receber”.

Para ler sobre a primeira lei do amor acesse: https://fgmaster.com.br/as-3-leis-do-amor-de-bert-hellinger-o-que-voce-sabe-sobre-elas/

Para ler sobre a segunda lei do amor acesse: https://fgmaster.com.br/as-3-leis-do-amor-o-pertencimento/

As 3 Leis do Amor: Dar e Receber

Existe uma ordem natural no processo de dar e receber.

Você já presenciou algum relacionamento em que só uma das partes doa e outra apenas recebe?

Esse é o típico exemplo de comportamentos que geram desequilíbrio por estarem em contrariedade com a lei do equilíbrio entre o dar e receber.

Essa lei foi observada nos grupos sociais por Bert Hellinger, como algo de fundamental importância para o funcionamento e manutenção dos sistemas de uma forma geral.

E uma relação equilibrada é quando ambas as pessoas dão e recebem mutuamente. Isso promove o amadurecimento, a liberdade e o bem-estar.

O “segredo” aqui é ter equilíbrio entre o dar e o receber. Seja um sistema familiar ou em um sistema organizacional…

Imagine uma empresa que possui um funcionário que se esforça muito mais que os outros, seja no cuidado com as atividade ou até mesmo fazendo hora extra.

Essa pessoa espera reconhecimento mesmo que não diga abertamente. Se ao final do mês ela não for reconhecida, seja com elogios ou financeiramente isso impactará no sistema como um todo.

O funcionário ficará desmotivado e o pior: isso irá passar a mensagem para os demais colaboradores que não há a necessidade de se esforçar, afinal de contas, quem muito “dá” nada “recebe”.

Perceba que uma única situação gera efeitos para todo o sistema.

Essa relação desequilibrada poderá evoluir para o término da relação de trabalho. Assim, temos as seguintes situações:

  1. A empresa deu mais ao colaborador do que ele poderia retribuir. A consequência é que uma vez cobrado e não podendo retribuir, o colaborador se sentirá na dívida para com a empresa.
  2. O colaborador deu mais a empresa do que ela poderia retribuir. A consequência é que o colaborador se sentirá desvalorizado e com maiores direitos do que a empresa.

Questões para refletir sobre Lei do Equilíbrio entre o Dar e Receber:

  • Minhas relações de troca são equilibradas ou tenho a sensação de que recebo mais do que posso retribuir ou de que dou mais do que recebo?
  • Na família percebo meu limite na relação de troca com meus pais e irmãos e sei respeitar os deles?
  • Reconheço que as pessoas que mais me deram foram meus pais ou fico no ressentimento daquilo que não puderam me dar?
  • Estou satisfeito (a) com as trocas em meu ambiente de trabalho na relação com a empresa, colegas e superiores?
  • Minhas relações afetivas levam em consideração a minha capacidade de dar, mas também de receber sem que para isso tenha que me sentir devedor ou credor?

Para saber mais sobre as 3 leis do amor e como aplicá-las no seu caso, entre em contato via WhatsApp:

> Clique aqui para entrar em contato conosco.

FONTES:

[1] – GONÇALVES, Fernando Ab.; TESCAROLLI, Lilian. Leis Sistêmicas. Disponível em: http://www.carpesmadaleno.com.br/gerenciador/doc/09e7d4994e8515df65380e9e0a690b48leis_sistemicas.pdf. Acesso em: 28 abr. 2021.

[2] – https://www.ibnd.com.br/blog/constelacao-familiar-entenda-o-que-sao-as-ordens-do-amor.html