As 3 Leis do Amor: O Pertencimento

As 3 Leis do Amor de Bert Hellinger: O que são?
maio 2, 2021
As 3 Leis do Amor: Dar e Receber
maio 6, 2021
Exibir tudo

As 3 Leis do Amor: O Pertencimento

No artigo anterior falamos sobre a primeira lei do amor, a Lei da Hierarquia ou Ordem de Chegada. Você pode ler esse artigo clicando aqui.

Agora iremos falar sobre a segunda lei do amor: O Pertencimento.

Cada pessoa que nasce ou é vinculada a um sistema, necessita ser reconhecida como membro integrante e respeitada no seu lugar e papel dentro desse mesmo sistema.

E todos nós temos o direito de pertencer a um sistema familiar e não podemos ser excluídos.

Ainda que tenhamos cometido algum ato moralmente reprovável, nada justifica a exclusão do sistema…

Todos são importantes para o Sistema!

Quando por algum motivo, alguém é excluído do sistema familiar, os demais membros do sistema acabam sofrendo consequências ou reproduzindo os mesmos comportamentos reprováveis do excluído.

Rompimentos de relacionamento são cada vez mais comuns, e não há nenhum problema nisso desde que sejam feitos da forma correta…

Se em uma separação a pessoa simplesmente descarta ou excluí a outra, mostrando desrespeito, isso pode provocar desequilíbrios, manifestando-se através de dificuldades num próximo relacionamento.

Filhos rejeitados ou não incluídos como o que ocorre em função de abortos provocados ou espontâneos, também podem gerar consequências sistêmicas. Os filhos abortados precisam ser incluídos ao número total de filhos, mesmo que não tenham nascido.

E no caso de empresas esse rompimento da lei do pertencimento pode gerar consequências danosas, tais como grande dificuldade na contratação de um novo profissional, desarmonia no clima organizacional, queda na produção, evasão de clientes e até prejuízos financeiros.

 

Confira agora questões relacionadas com a Lei do Pertencimento:

  • Alguém em sua família foi excluído ou não incluído, independentemente do motivo?
  • Você identifica alguns sintomas comportamentais em você ou em alguém da sua família tais como: déficit de atenção, depressão, síndrome do pânico, angústia de separação ou alguma doença física degenerativa?
  • Você percebe em você ou em alguém de sua família, uma sensação de que falta alguém?
  • Você constantemente começa algo e desiste, tem muitas dúvidas sobre o que fazer e dificuldade em escolher um caminho a seguir?
  • Percebe-se com frequência sentindo-se sem um lugar que seja seu ou uma sensação de não conseguir se realizar em nada na vida?
  • Você, seus pais ou avós tiveram filhos abortados?
  • Você ou algum de seus antepassados prejudicou ou foi prejudicado, excluiu ou deixou de reconhecer com justiça alguém em seu ambiente de trabalho ou numa sociedade?

Gostou do assunto?

Então fique ligado que nos próximos artigos iremos falar sobre as outras duas Leis do Amor de Bert Hellinger!

Para não perder nos siga nas redes sociais (avisamos sempre que publicamos um novo artigo):

FONTES:

[1] – GONÇALVES, Fernando Ab.; TESCAROLLI, Lilian. Leis Sistêmicas. Disponível em: http://www.carpesmadaleno.com.br/gerenciador/doc/09e7d4994e8515df65380e9e0a690b48leis_sistemicas.pdf. Acesso em: 28 abr. 2021.

[2] – https://www.ibnd.com.br/blog/constelacao-familiar-entenda-o-que-sao-as-ordens-do-amor.html