Como se tornar um Terapeuta Sistêmico Familiar?

Constelação Familiar: O que é e quais são os benefícios?
abril 22, 2021
As 3 Leis do Amor de Bert Hellinger: O que são?
maio 2, 2021
Exibir tudo

Como se tornar um Terapeuta Sistêmico Familiar?

O terapeuta sistêmico familiar precisa estudar sobre o sistema familiar…

Com a leitura deste artigo você terá uma direção mais clara de como se aperfeiçoar nessa área.

E, caso se dedique, poderá atuar como um terapeuta sistêmico familiar.

Boa leitura!

 

Qual a diferença entre Psicoterapia e Terapia Sistêmica?

As psicoterapias convencionais trabalham, predominantemente, na dimensão da consciência do ego e das respostas comportamentais, considerando os elementos biográficos da pessoa como causa principal de suas crenças, sentimentos e ações.

Essas modalidades consideram apenas a influência das experiências vividas diretamente pelo cliente no contato com outros indivíduos e estímulos do meio.

A base do pensamento terapêutico aqui é a de causa a de causa e efeito linear.

Fazendo uma analogia, é como se fosse passado um filme da vida do paciente. E nesse filme ele é o protagonista e todos os holofotes estão nele.

Já no caso da terapia sistêmica, o pensamento parte de uma concepção mais abrangente do ser humano e de suas possibilidades de manifestação no mundo…

O pensamento Sistêmico considera mais de uma causa para um mesmo efeito. Um sistema não se define apenas pela soma das partes, mas pela disposição e interação dessas partes com o todo.

Contudo é importante frisar que a pessoa não precisa e dependendo do caso, nem deve suspender seu processo psicoterapêutico, pois ambas as técnicas não são concorrentes e sim complementares.

 

Como funciona a abordagem sistêmica familiar?

O sistema familiar é o sistema base que nutre a nossa cultura e o nosso jeito de olhar o mundo.

Então, a abordagem sistêmica vai buscar nisso questões como:

“Como é que a família surge?”

“Quais são as modificações culturais que a família sofre?”

“Quais são as alterações da cultura frente às novidades, e aos posicionamentos dos sujeitos. Como isso interfere na família?”

Justamente por esse caráter mutável de estar sempre “apertando o F5”, é extremamente necessário que o profissional que atue com a terapia sistêmica esteja sempre se atualizando.

Com leituras contemporâneas e, principalmente, com cursos.

 

Me interessei e quero ser Terapeuta Sistêmico, preciso de capacitação?

Como tudo na vida que envolve responsabilidade é necessário uma capacitação…

Com a terapia sistêmica não é diferente.

Principalmente se olharmos a grande responsabilidade que esse profissional possui!

Ele trabalha com questões de saúde, questões de relações interpessoais, questões profissionais, questões familiares e etc.

Perceba a carga de responsabilidade que você terá atuando nesse sentido…

Mas nós da FG MASTER damos os seguintes conselhos:

  • Participe de um curso básico de Constelação Familiar;
  • Continue acompanhando nossos artigos e publicações em redes sociais, eles são uma ótima fonte de aprendizado;
  • Quando for possível procure também participar de vivências presenciais.

 

Para saber mais sobre como se tornar um Terapeuta Sistêmico entre em contato via WhatsApp:

> Clique aqui para entrar em contato conosco.